segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Libertaçao e Cura: Vencendo as batalhas da mente etc. parte III


A Força do Poder da Palavra do Senhor        
Libertação e cura:
Vencendo as Batalhas na Mente.                                                                                                      Texto de autoria do Pr. Paulo César Martins, com adaptações. Vencendo as Batalhas na Mente
"Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo: tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai". Texto Complementar: Ef. 6.10-18. “10  No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. 11  Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. 12  Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. 13  Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. 14  Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; 15  E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; 16  Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.17  Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; 18  Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos,”                                                                                                                                               Há um ditado que diz: “Mente vazia é oficina do diabo”. Isto na verdade é uma realidade, porque as maiores batalhas espirituais que enfrentamos é no campo chamado mente. A nossa mente contém um filtro pelo qual passam todas as informações que vão para a nossa alma. Se o filtro da nossa mente não estiver lavado e purificado com o sangue de Jesus, e não estiver cheio da palavra de Deus, toda sujeira entrará na nossa alma e a contaminará.
Compreendendo as realidades espirituais: A Palavra de Deus nos diz em I Jõ 5:19 “o mundo inteiro está no maligno” (versão Thompson).  16  Se alguém vir pecar seu irmão, pecado que não é para morte, orará, e Deus dará a vida àqueles que não pecarem para morte. Há pecado para morte, e por esse não digo que ore. 17  Toda a iniquidade é pecado, e há pecado que não é para morte. 18  Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca.19  Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno.”   Sabemos que paralelo ao mundo físico que vemos e apalpamos existe o mundo espiritual, que rege o físico, e que as coisas antes de acontecerem no mundo físico acontecem primeiramente no espiritual. Quando entendemos essa realidade, torna-se mais fácil compreender determinadas situações que ocorrem no mundo e porque João faz essa afirmativa tão assustadora; “o mundo inteiro está no maligno”.  “Testemunho do autor.”  Antes de me converter, muitas vezes dormi chorando porque havia as guerras, as destruições, a fome, as mortes. E eu sempre perguntava: Onde está Deus que não vê nada disso? Porque Ele não faz alguma coisa? Porque o mundo não tem paz? Se Ele que pode não faz nada, então eu não preciso de Deus.  Hoje, à medida em que fui e estou conhecendo a Palavra de Deus, entendo porque “o mundo inteiro está no maligno”.
        Uma vez que vivemos ainda nesse mundo, o que precisamos, é saber guerrear continuamente contra as opressões, depressões, possessões, maldições, e tantas outras coisas que satanás tenta armar contra o povo de Deus. Todos os dias convivemos com essas realidades espirituais em nossa cidade, no bairro, na rua, nos lares. Daí a necessidade de fazer um mapeamento do bairro, ungir a rua, as casas, começar a reunião com batalha espiritual; porque estão todos à postos, armados até os dentes, e prontos para atacar e trazer confusão para a célula. Não se vence uma batalha espiritual apenas se revestindo com a armadura e empunhando a espada. É preciso conhecer o inimigo, suas estratégias e seu arsenal, para contra-atacarmos com armas mais poderosas e no nome de Jesus lançar todos por terra.
 Agora, vamos entender como eles agem: OPRESSÃO. A palavra opressão no dicionário português significa: sobrecarregar com peso, apertar, comprimir, pressão que esmaga, sufoca. Podemos ver e sentir os reflexos da opressão por toda parte, porque essa é a função dos demônios, oprimir a humanidade. A opressão é um nível de ação satânica a qual todos estamos sujeitos – cristãos e não-cristãos, em graus de intensidade diferentes. Vários personagens bíblicos passaram por opressão demoníaca.
 1. Adão e Eva (Gên. 3:17)
2. O Povo de Israel (Êx. 3:9)
3. Saul (I Sam 16:14-15)
4. O Sumo Sacerdote Josué (Zac. 3:1)
5. Pedro (Mat. 16: 21-23)
6. Jesus ( Mat. 4:1-11)
7. Judas (Jô 13:2)
8. Paulo ( II Cor. 12:7-10 / I Tess. 2:18)
9. Ananias e safira (At. 5:1-11)
10. Jó (Jó 1)                 Não podemos ser afligidos pela opressão e desanimar. Temos que enfrentá-la e não descansar enquanto ela não cair por terra. A opressão não combatida abre portas para a depressão e em muitos casos para a possessão demoníaca.  É preciso combater o problema na base, e várias situações são a base para que a opressão se instale:  1. Pecado – Quanto maior, maiores as opressões
2. A vontade do inimigo – Quanto mais frutificamos para o Reino de Deus, mais ataques o inimigo investirá contra nós. São os “dias maus”.
3. Descuido da Batalha – Não temos que Ter medo do inimigo, mas também não podemos ser negligentes com a vigilância. A oração de intercessão diária é fundamental.
4. A Vontade de Deus – Às vezes Deus permite passarmos por opressões do inimigo para nos provar e para forjar o caráter de cristo em nós.  A opressão pode se manifestar de 3 maneiras: no corpo, na alma (mente) e nas circunstâncias.
 NO CORPO: 1.  Doenças e distúrbios orgânicos: dor de cabeça, falta de ar, dor na coluna, enjôo, pontadas no corpo, sonolência, insônia, inchaço do corpo ou da cabeça, desmaios, convulsões, etc. Entretanto, antes de afirmar que é opressão, é preciso verificar alguns aspectos importantes:  a) verificar como a enfermidade se originou;
è b) se a pessoa já foi ao médico e há um diagnóstico;  c) se a atuação e a dor são constantes e inexplicáveis; è d) qual o nível de contato da pessoa com o ocultismo; è e) se alguém na família sofre a mesma enfermidade (hereditariedade); è f) se alguém lançou alguma praga e em seguida a enfermidade originou; è g) como foi o passado da pessoas, se há feridas;  h) se a pessoa guarda mágoas profundas.
2.  Ataques violentos sobre o corpo, com queimações vinda da planta dos pés até a cabeça, com suores, tonteiras e dores na cabeça. 3. Fortes compulsões para as obras da carne. Há uma ação específica de demônios por detrás de cada obra da carne.
 NA ALMA (MENTE):  A mente é o maior campo de batalha entre o homem e satanás. As forças malignas tentam se aproximar o máximo de nossa mente, lançando setas para alterar nossas emoções e personalidade e tentar determinar o que devemos sentir,  pensar, ser e agir. Com isso, eles tentam controlar nossa vontade própria, substituindo-as pelas deles.
 NAS CIRCUNSTÂNCIAS: Os demônios agem nos acontecimentos que nos cercam no dia-a-dia: problemas familiares, financeiros, perseguições, amarras em geral ( o dia não rende, as coisas não acontecem e você não produz nada ) enfermidades. Tentam com isso nos abalar psicologicamente e enfraquecer nossa comunhão com Deus através desse tipo de opressão. A opressão, tanto no corpo como na alma e nas circunstâncias, se não for combatida, leva a pessoa à  depressão.
 DEPRESSÃO. A depressão é um domínio um pouco mais acentuado que a opressão, pois as forças da pessoa são minadas a tal ponto que ela começa a se entregar ao desânimo e apatia. A pessoa não quer conversar e ver ninguém ( normalmente o depressivo tem tendência a ficar sozinho num local escuro – induzido pelas forças malignas). Normalmente se não tratado, a depressão leva ao suicídio.
 POSSESSÃO. A possessão demoníaca se dá quando um ou mais demônios se apossam e permanecem no corpo de uma pessoa, assumindo total controle da mente e do corpo. Nesse caso, a personalidade fica totalmente escravizada. É uma situação muito lamentável de se ver.
 A possessão demoníaca causa mudanças na pessoa como:
 1. MUDANÇA DE PERSONALIDADE: Catatonia; Violência e acesso de fúria; Subir em árvores como animal; Choros; Bramidos; Cuspe; Gritos e berros; Tosse; Tremedeiras; Latidos; Rastejar como cobra; Zombaria e Orgulho.  2. MUDANÇA FÍSICA: Afeta a voz; Babas; Sintomas epilépticos; Olhos vidrados e parados 
è 3. MUDANÇA MENTAL: Capacidade anormal – telepatia, levitação, premonição, línguas desconhecidas (xenoglosia – muito parecido com a língua dos anjos).
4. MUDANÇA ESPIRITUAL: reage com violência à confissão da Palavra, Louvor, Oração.
Como saber se uma pessoa está sofrendo influências demoníacas? ( opressão, depressão, possessão etc. ):
 NO ASPECTO ESPIRITUAL: 1. Oposição ao Evangelho
è 2. Fechado à ação do Espírito:
3. Descrença absoluta.  4). Dureza de coração.  5). Falta de paz interior.  6). Farisaísmo religioso
7. Fanatismo.  8). Superstição.  9). Idolatria. 10). Mediunidade
NO ASPECTO PSICOLÓGICO: 1. Nervosismo.  2). Medo.  3). Insônia.  4). Desejo de suicídio
5)  Abrasamento sexual.  6). Desequilíbrio emocional.  7). Depressão. 8). Ressentimento.  9). Ódio. 10). Mágoa. 11).  Mania de perseguição. 12). Ira. 13). Mau humor constante e repentino. 14). Comportamento irracional. 15). Más ações contínuas. 16). Hábitos escravizadores (vícios). 17). Compulsões. 18). Sonhos e pesadelos horríveis repetidos. 19). Doenças psíquicas. 20). Desejo compulsivo de amaldiçoar. 21). Repulsa contra a Bíblia. 22). Sentir-se perturbado. 23). Dúvidas aterradoras sobre a salvação. 24). Adivinhação
NO ASPECTO FÍSICO: 1).  Dores de cabeça constante. 2).  Desmaios e convulsões. 3).  Problemas no útero e ovários. 4). Problemas nos rins e vias urinárias. 5). Pontadas no corpo. 6).    Falta de ar. 7).    Dor e Peso na coluna. 8). Enjôo. 9). Sonolência. 10. Insônia. 11). Inchaço do corpo. 12). Inchaço na cabeça:
13. Alergias. 14). Dores no estômago. 15). Falta de apetite constante. 16). Apetite mórbido. 17). Gosto excessivo por doces. 18). Estafa. 19). Dores no ouvido. 20). Enfermidade sem diagnóstico médico:
Como ajudar e orientar uma pessoa que se encontra nessa situação em sua célula ou igreja?  1. É necessário que a pessoa se conscientize de que está cativa dos demônios e queira ser liberta de verdade e não apenas ficar momentaneamente livre do problema.  2).  Arrependimento genuíno da prática do pecado.  3). Renunciar aos pecados definitivamente.  4). Ser humilde e reconhecer a total dependência de Deus  5). Estar disposta a perdoar ( lembrar que aquele que não perdoa será lançado aos atormentadores )
Essas são algumas das realidades espirituais que lidaremos e lidamos no dia-a-dia em nossa Igreja e nas Células. É preciso ter conhecimento, mas acima de tudo é preciso buscar em Deus uma vida de santificação para que não venhamos a passar por situações semelhantes, lembrando sempre que temos uma carreira a trilhar proposta pelo Senhor e um alvo a atingir, que é a estatura de varões e varoas perfeitos. Portanto, caminhemos sem medo porque o reino de satanás e grande, mas o do Senhor é Maior.
Missionária Vânia Cardoso                                                                                                             Texto: João 4:31-34  Quando lemos essa passagem, vemos quanto os discípulos se preocupavam com o bem estar de Jesus, mas também vemos o quanto eles ainda teriam para aprender. E é o que também vamos fazer hoje, aprender um pouco com o senhor. Jesus e seus discípulos já vinham caminhando à um tempo, pois estavam voltando à Galiléia. Passaram por Samaria, e Jesus teve um encontro tremendo com a mulher samaritana e creio eu que os discípulos já estavam cansados e com fome. Uma das coisas que mais me chamou a atenção ao estudar este capítulo foi justamente o quanto Jesus buscava agradar ao Pai ao afirmar: Minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou... é como se Ele dissesse:  O que me sustenta - O que me fortalece  -- O que me dá forças.  O que me faz caminhar - O que me faz crescer espiritualmente  - O que me dá poder, unção ....   É fazer a vontade do meu Pai,  - É me submeter a Ele  -  É fazer a vontade daquele que me confiou uma missão  - É fazer a vontade daquele que espera que eu realize as suas obras... É como se Ele falasse aos discípulos. - Não se preocupem. Estando em obediência, estou alimentado. Aleluia!  Precisamos aprender que obediência é um princípio divino e não uma mera obrigação. Deus quando colocou Adão no jardim do Éden, Ele deu uma ordem, conforme Gênesis 2:17  16  E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, 17  Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.
Vemos aqui que Deus estabelece um limite para Adão. Preparei tudo isso para você, mas pra você desfrutar de tudo que existe aqui, há uma condição: você só pode vir até aqui. Do fruto da árvore da ciência do bem e do mal, você não pode comer.  Deus poderia ter feito o jardim sem essa árvore? Com certeza, mas ao estabelecer essa condição, Deus estava fundamentando em Adão um princípio divino tremendo: A Obediência. É o princípio da obediência não se aplica apenas aos homens. Deus estabelece o limite das águas dos rios e dos mares – não transbordem.  Deus estabelece ao sol – resplandeça: Ele ordena ao dia – se faça, e o dia se faz. As coisas não acontecem apenas porque naturalmente fazem parte do curso da natureza. Deus estabelece o curso da natureza para que haja equilíbrio, abundância, prosperidade, fecundidade. “Tudo que existe nos céus e na terra é seu Senhor. É seu esse Reino. Adoramos a Deus porque Ele domina todas as coisas. Riquezas e honra vem do Senhor, Ele governa toda a humanidade. .....”  Deus queria fundamentar em Adão o princípio da obediência, para que sua vida fosse equilibrada, próspera, e que tudo em que ele colocasse as mãos, gerasse abundância, multiplicasse. Ele deu a Adão a oportunidade de escolher entre obedecer ou não. Mas Adão não se alimentou da vontade do Pai e morreu espiritualmente, conforme Deus havia falado que aconteceria.
Amados (as), Assim Deus tem feito conosco. Ele tem nos dado a oportunidade de escolher entre praticar o bem e o mal, entre obedecer e desobedecer, entre a vida e a morte, ente a bênção e a maldição. Muitas vezes achamos que somos filhos muito obedientes, mas vejamos:  Minhas conversas tem sido úteis ou fúteis e inúteis?  Meus pensamentos tem sido puros ou impuros?  Meu olhar tem sido bom e todo meu corpo é luz ou meu olhar tem sido mal e meu corpo está em trevas?  É uma questão de opção. É muito fácil falarmos: “Senhor eu quero fazer a Tua vontade” “Mas entre o querer e o fazer, existe o OBEDECER.”
A obediência é a chave do sucesso e gera bênção”   O ministério de Jesus foi um ministério próspero e Ele foi bem sucedido em sua missão, porque Ele em TUDO e em TODAS as circunstância Ele obedeceu ao Pai, Ele fez a vontade do Pai, e essa obediência é que o sustentou.  Essa é a reflexão que Deus quer que façamos nesse momento.                                                                                           Do que você tem se alimentado? O que você tem feito com a liberdade de escolha que Deus tem te dado? O maior nível de prosperidade que um homem alcança, é ter intimidade com Deus. Você tem se submetido à vontade do Pai e tem tido uma vida próspera, equilibrada, abundante, espiritualmente saudável?  Ou você tem se alimentado da falta de coragem, da preguiça, do medo, do desânimo, da murmuração, da corrupção, do mal testemunho, e tem tido uma vida de fracassos e derrotas.
A obediência humanamente falando é uma questão de opção, mas espiritualmente falando, é um princípio fundamental na vida de um verdadeiro discípulo de Cristo. Um dos 10 mandamentos de Deus para seu povo é: Honra teu pai e tua mãe para que tenhas vida longa. Esse honrar, implica obedecer, portanto, a obediência determinará não só nosso tempo de vida espiritual, como foi o caso de Adão, como também, nosso tempo de vida física.
Texto: Marcos 3:27. Textos Complementares: Luc 4:5-7; 15:3-7/Jõ..3:16;17:15/Êx. 8:18,19/At. 10:38/Isa. 10:27/2Cor. 3:16-18; 4:4.
Para Memorizar: ”Ninguém pode entrar na casa de um homem valente e roubar os seus bens, sem primeiro amarrá-lo. Somente assim poderá levar o que ele tem em casa.” (Mc 3:27)  Na mensagem anterior, vimos que alguns escribas (professores da lei) estavam falando que o espírito capaz de expulsar demônios existente em Jesus, era o espírito de Belzebu (o senhor das moscas).      Texto: “E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso espírito, e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” (I Tessalonicenses 5:23)  Na maioria das vezes que a Palavra fala de coração não se refere a um órgão, mas a mente, emoções e vontade. As decisões que tomamos são demonstradas no cotidiano através de nossos atos.  Guarda com toda a diligência o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida. Desvia de ti a malignidade da boca, e alonga de ti a perversidade dos lábios. Dirijam-se os teus olhos para a frente, e olhem as tuas pálpebras diretamente diante de ti. Pondera a vereda de teus pés, e serão seguros todos os teus caminhos. Não declines nem para a direita nem para a esquerda; retira o teu pé do mal.” (Provérbios 4:23-27)  Guardar o coração com diligência significa se empenhar, aplicar-se com zelo e cuidado para não deixar que nada de mal entre no coração. Pois do coração procedem as fontes de vida.  “Porque não há árvore boa que dê mau fruto nem tampouco árvore má que dê bom fruto. Porque cada árvore se conhece pelo seu próprio fruto; pois dos espinheiros não se colhem figos, nem dos abrolhos se vindimam uvas. O homem bom, do bom tesouro do seu coração tira o bem; e o homem mau, do seu mau tesouro tira o mal; pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca.” (Lucas 6:43-45)

Esse texto é mais um dentre tantos que a Bíblia nos mostra ressaltando a importância do coração estar bem guardado. Agora como guardar o coração? No livro de Jeremias 17:10 diz: "Eu, o Senhor, esquadrinho a mente, eu provo o coração; e isso para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações."  O Senhor conhece e sonda o nosso coração, nossa mente, nossos sentimentos, nossas ações. Deus sabe tudo ao nosso respeito e muitas vezes ainda que alguém não perceba quais são as nossas debilidades ou deficiências no caráter, Deus sabe.  O coração do homem é corrupto e enganoso, portanto, pode esconder os elementos contidos no caráter.  O que você tem no seu coração? Como anda o seu coração?                                  
       Quais são os sentimentos que você tem guardado no seu coração? A cada dia o Senhor sonda e revela se quisermos o que está contido em nossos corações. E se vê que há em nós algum caminho mal, Ele propõe trocar o nosso coração de pedra por um coração de carne. Isso fala de termos nossos desejos, nossas vontades e nossas ações totalmente transformados pelo Seu imenso amor. Todos os que almejam curam, além de se permitirem ser visitados pelo Espírito Santo de Deus, precisam guardar o coração. Porém, o que precisamos entender é que guardar ou não o coração é um direito nosso, fala de livre arbítrio, decisão. Agora quem decide por guardar o coração tem ações e palavras boas.  Muitos dos problemas que enfrentamos hoje é porque nos deixamos levar pelo coração, pelas emoções, vontades. O nosso coração determina a forma como vivemos e por isso devemos guardá-lo como o nosso bem mais precioso.
1. Guardar o que é dito. Guardar as palavras;  Afastar da boca as conversas enganosas;  Cuidar para não falar precipitadamente (Cl 3:8).  8  Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. 9  Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos, 10  E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou;”  Quem almeja verdadeiramente guardar o coração deve primeiramente guardar a sua boca. “O que guarda a sua boca preserva a sua vida; mas o que muito abre os seus lábios traz sobre si a ruína.” (Prov 13:3). Controlar a língua além de guardar o coração adquire sabedoria.
Em Tiago 3:2 diz: “Todos tropeçamos de muitas maneiras. Se alguém não tropeça no falar, tal homem é perfeito, sendo capaz de dominar todo o seu corpo.”  Vemos que quem controla a língua, controla também todas as áreas de sua vida.  Tudo o que precisamos fazer é falar bem da família, do líder, do irmão, ao invés de ficar caluniando e falando o que não convém. O homem e a mulher de Deus quando abrem a boca falam em linha com a Palavra.  Guardar a boca é guardar o coração. Observe como existem pessoas que quando conversamos com elas somos contaminados no coração por tanta maledicência que sai da sua boca, é como veneno (Ef 4:29). “29  Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem. 30  E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção. 31  Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós,”
2. Guardar o que é visto:   Guardar os olhos (Prov. 4:25,26)  25  Os teus olhos olhem para a frente, e as tuas pálpebras olhem direto diante de ti. 26  Pondera a vereda de teus pés, e todos os teus caminhos sejam bem ordenados! 27  Não declines nem para a direita nem para a esquerda; retira o teu pé do mal.”
Olhar sempre para frente e não para coisas que não tem valor;  Olhar para o propósito de Deus; Olhar para a sua vida e não para a de outras pessoas; Não se distrair; Não se fixar nas dificuldades, mas se manter firme no Senhor;  Olhar para dentro de si refletindo a cerca do que precisa ser mudado.
A Bíblia nos alerta a mantermos os nossos olhos no Senhor, desviando de tudo o que não é bom colocar os olhos em coisas inúteis.  “Desvia os meus olhos de contemplarem a vaidade, e vivifica-me no teu caminho.” (Sal. 119:37)  “Pondera a vereda de teus pés, e serão seguros todos os teus caminhos.” (Prov 4:26)
“Há gente cujos olhos são altivos, e cujas pálpebras são levantadas para cima.” (Prov 30:13)
3. Guardar o que é feito:  Devemos tomar muito cuidado com as nossas atitudes, pois elas revelam a nossa alma. Ter passos seguros; Ser firme; Andar em caminho reto; Não andar pelo caminho mal; Não ser precipitado;  Não agir na ira ou com raiva.
A Bíblia diz que a Palavra do Senhor é lâmpada que ilumina os nossos passos e luz que clareia nossos caminhos (Sal. 119:105). “105  Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho.”
Conclusão: quando temos uma alma curada, guardamos o coração. Mais uma vez eu lhe pergunto: como está o seu coração? Quais são as angústias que tem lhe impedido de alcançar cura? Peça de Deus um novo coração para que você alcance uma melhor qualidade de vida espiritual, familiar, ministerial e secular.
 “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho perverso, e guia-me pelo caminho eterno.” (Sal. 139:23,24)
 Quanto mais nós conhecemos a Deus e nos envolvemos com Ele, mais somos curados, porque o Senhor nos mostra quais as áreas onde necessitamos de cura.  Que Deus lhe abençoe e que você receba da parte do Senhor um novo coração e uma alma plenamente curada. Muitos de nós conquistamos muitos títulos, troféus, e medalhas. Fomos capazes de assimilar ideias,  Defender teses e debater questões polêmicas da nossa sociedade. Porém descobrimos que desconhecemos a nossa alma, o nosso mundo interior.  Nos tornamos gigantes na ciência do conhecimento dos outros, mas frágeis e pequenos em nossas emoções, desconhecendo a nossa própria capacidade e inteligência, ignorando o nosso potencial humano e espiritual. Deus nos criou à Sua imagem e semelhança, e nos capacitou com uma inteligência privilegiada.  Conhecer a nós mesmos significa dedicar tempo para cumprir o mandamento de Deus que nos diz: “Ame ao próximo como a ti mesmo” (Lev. 19:18). Com isso entendemos que precisamos percorrer territórios pouco explorados por nós: O Amor. Quando amamos, derramamos lágrimas de alegria, nos emocionamos, nos tornamos sensíveis. A sensibilidade nos leva a Deus, o Criador de todas as coisas. Muitos procuram a felicidade em todo o universo, através de seitas, religiões e crendices, mas se esquecem de olhar para si mesmos e ver o Autor da Vida, Jesus. Nós fomos feitos a imagem e semelhança de Deus, e Ele em nós, nos faz completos. Procuramos a felicidade e sonhamos em viver dias felizes, mas a maior miséria humana esta no solo da emoção. Como diz Cury:  “O sentido da vida se encontra num mercado onde não se usa dinheiro”. É nas coisas simples que estão a maior beleza. Você poderia se perguntar por que muitas pessoas buscaram a felicidade e falharam? Porque quiseram o perfume suave das flores, porém elas não quiseram sujar as suas mãos para cultivá-las. Como ,então, podemos dominar a nossa emoção? Vejamos:
1. Precisamos educar as nossas emoções para ser feliz: - Aprenda a superar as perdas e frustrações.  - Não se afunde no problema, mas vença, pois sem sonhos, a vida não tem brilho;  - Sem metas, os sonhos não tem alicerces firmes;  - Sem prioridades os sonhos não se tornam realidade e a vida não tem brilho.  - Precisamos tentar, porque é melhor errar tentando, do que se omitir e nunca tentar. - Se você não saturar a sua emoção com os seus sonhos e projetos, você não terá perseverança para executá-los (Tg 1:2-4).   Cristo, como o Filho de Deus, é superior aos anjos “1  Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, 2  A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo. 3  O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas; 4  Feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles. 5  Porque, a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, Hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe Serei por Pai,  E Ele me será por Filho? 6  E outra vez, quando introduz no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o adorem. 7  E, quanto aos anjos, diz: Faz dos seus anjos espíritos, E de seus ministros labareda de fogo. 8  Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de equidade é o cetro do teu reino.”
2. Sem diálogo ficamos isolados em nossas emoções.
- Essa é a ferramenta que está morrendo em nossa sociedade. Ela é muito eficaz,  mas está sendo pouco usada por nós. Dialogar é colocar para fora, expor os nossos sentimentos. É o tempo de darmos a nós mesmos uma chance de melhorar. - Decida ser alegre, seguro e feliz, tenha novas experiências.  - Crie novas oportunidades, saia do isolamento.  –Dê testemunho das grandezas de Deus em sua vida (Isa. 50:4; Sal. 119:140)
Isa. 50.  “4  O Senhor DEUS me deu uma língua erudita, para que eu saiba dizer a seu tempo uma boa palavra ao que está cansado. Ele desperta-me todas as manhãs, desperta-me o ouvido para que ouça, como aqueles que aprendem. 5  O Senhor DEUS me abriu os ouvidos, e eu não fui rebelde; não me retirei para trás. 6  As minhas costas ofereci aos que me feriam, e a minha face aos que me arrancavam os cabelos; não escondi a minha face dos que me afrontavam e me cuspiam. 7  Porque o Senhor DEUS me ajuda, assim não me confundo; por isso pus o meu rosto como um seixo, porque sei que não serei envergonhado.”Salmo 119. “140  A tua palavra é muito pura; portanto, o teu servo a ama. 141  Pequeno sou e desprezado, porém não me esqueço dos teus mandamentos.142  A tua justiça é uma justiça eterna, e a tua lei é a verdade.”
3. Precisamos dar valor para a vida. - A saúde das nossas emoções está no amor pela vida.  - As preocupações nos sufocam e nos atolamos com atividades e não conseguimos ver além das dificuldades, pois o cansaço nos cega.  - Precisamos aprender a ter um tempo com a natureza para contemplar a criação de Deus, sentir o ar que respiramos, o vento, brincar com os filhos. - Trabalho, sempre teremos, então, saia um pouco da rotina e viva mais a vida com quem você ama (Mateus 6:28-33). “25  Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? 28  E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam; 29  E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. 30  Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? 31  Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? 32  (Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; 33  Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. 34  Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.”
4. Superar os complexos de inferioridade e superioridade.  - Saiba que você é uma pessoa singular e que a beleza está nos olhos de quem vê.  - Não se sinta diminuído ou incapaz, também não se ache sabedor de tudo, pois todos nós temos experiências para compartilhar uns com os outros (Tg 2:9). 8  Todavia, se cumprirdes, conforme a Escritura, e a lei real:  Amarás a teu próximo como a ti mesmo, bem fazeis. 9  Mas, se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado, e sois redargüidos pela lei como transgressores. 10  Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos.”
- Seja um eterno aprendiz na escola da vida, saiba receber e dar, e saiba perdoar, o perdão nos tira do cárcere das nossas emoções e nos libera para novas experiências.
- Existem pessoas que não se perdoam e vivem se culpando, seu conceito de si mesmo é baixo e não consegue vencer, pois isso lhe prende a alma.  - Seja liberto e ande na luz da Palavra.
5. Proteja suas emoções.  - Não aceite palavras agressivas.  - Filtre as incompreensões. - Não faça das suas emoções uma lata de lixo social, saiba ouvir e reter o que é bom. - Esteja sempre certo que se você tiver algum insucesso sempre existirá uma saída que você pode não estar enxergando.  - Então, areje suas emoções. - Será que você não se auto-abandonou? Nunca desista da vida. O maior carrasco do homem é o próprio homem (Tg 3:10). “6  A língua também é um fogo; como mundo de iniquidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno. 7  Porque toda a natureza, tanto de bestas feras como de aves, tanto de répteis como de animais do mar, se amansa e foi domada pela natureza humana; 8  Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal.9  Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. 10  De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim. 11  Porventura deita alguma fonte de um mesmo manancial água doce e água amargosa?”
6. Aprenda a expor e não impor as suas ideias. - Treine ser lúcido, eficiente e trabalhe em equipe.  - Muitos têm medo de errar e impõe regras e normas. Não tenha medo, pois ele sempre aumenta e distorce a realidade.  - Seja um líder seguro consigo mesmo e vença a sua mente, que diz que você não consegue.  - Saiba que todos nós temos ideias boas e que todos nós olhamos de forma diferente as coisas.  - Não tenha medo de falhar, nem de reconhecer quando falha, não tenha medo de reavaliar a sua vida, não esqueça de sempre dar mais uma chance a si mesmo.
7. Não desista.  - Persiga seus sonhos, creia que você é vencedor, acredite nos seus sonhos, não desista de lutar.  - Deus te ama e vai fazer de você um líder de excelência.  - Creia ainda que pareça difícil.  - Ponha a Palavra a prova (Mal. 3:10; Ef. 6:18; Heb. 10:36).
Malaquias 3.10  Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. 11  E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o Senhor dos Exércitos.” Diz assim em Efésios. 6. “18  Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos,” Hebreus. 10.
35  Não rejeiteis, pois, a vossa confiança, que tem grande e avultado galardão. 36  Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa.”
Texto: Mc 1: 29-31. A Cura da sogra de Pedro:  “29  E logo, saindo da sinagoga, foram à casa de Simão e de André com Tiago e João. 30  E a sogra de Simão estava deitada com febre; e logo lhe falaram dela. 31  Então, chegando-se a ela, tomou-a pela mão, e levantou-a; e imediatamente a febre a deixou, e servia-os.”
Textos Complementares: Mc 11.24; Heb 10:23; Rom 4.17 e 21; Mc 5.18-20.
Marcos. 11. “23  Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito. 24  Por isso vos digo que todas as coisas que pedirdes, orando, crede receber, e tê-las-eis. 25  E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas. 26  Mas, se vós não perdoardes, também vosso Pai, que está nos céus, vos não perdoará as vossas ofensas.” Em Hebreus. 10. “22  Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa,23  Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu. 24  E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras,”   Veja Romanos 4.  16  Portanto, é pela fé, para que seja segundo a graça, a fim de que a promessa seja firme a toda a posteridade, não somente à que é da lei, mas também à que é da fé que teve Abraão, o qual é pai de todos nós, 17  (Como está escrito: Por pai de muitas nações te constituí) perante aquele no qual creu, a saber,  Deus, o qual vivifica os mortos, e chama as coisas que não são como se já fossem. 18  O qual, em esperança, creu contra a esperança, tanto que ele tornou-se pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência. 21  E estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para o fazer.”
Nobre Leitor (a), para que não fique muito extenso estes temas, pararei por aqui, e iniciarei uma outra pesquisa com informações bíblicas: obrigado a você que tem me acompanhado nestes variados temas edificadores. Espero estar lhes ajudando pelo ao menos um pouquinho. Que  “Deus” continue lhes abençoando sempre.
pesquisado por José Carlos Ribeiro, membro da PiB de Campo Grande MS. Publicado no dia 12 de setembro de  2011
carlosribeiro-@hotmail.com





Nenhum comentário:

Postar um comentário